Inicio » Blog » A correta gestão do plano de qualidade da obra no PBQP-H

PBQP-H é um programa desenvolvido para controlar a indústria da construção civil brasileira e colaborar com as empresas construtoras para gerenciar os seus sistemas de gestão.

A gestão do PQO no PBQP-H

A gestão do PQO no PBQP-H

O primeiro que devemos fazer antes de prosseguir com o artigo é conhecer que é exatamente o Plano da Qualidade da Obra, também conhecido pelas siglas PQO. O PQO é, em poucas palavras, um resumo da obra, com todas as especificações que lhe afeitam, e por isso, será diferente para cada obra e a empresa deverá criar um PQO diferente para cada obra.

Logicamente, o PQO vai depender da complexidade da obra, mas em regras gerais, um bom PQO deveria conter, ao menos, os seguintes pontos (expostos de manheira breve, pois estarão mais explicados nos procedimentos correspondentes):

  • Pessoal involucrado na execução da obra: Para atingi-lo, dispor de um organograma, onde apareçam todos os postos das pessoas que participam na obra, os seus cargos, as suas funções, as responsabilidades… é fundamental. Colocar no organograma aos indivíduos em lugar dos postos, poderia acarrear problemas no caso de que a planilha mude durante o desenvolvimento da obra. É recomendável incluir também uma listagem das ações formativas que a empresa levará a cabo com os seus colaboradores, demostrando assim o compromisso da direção com o sistema de gestão da qualidade, e ao mesmo tempo, prevenindo possíveis problemas ou falhos consequência duma falta de formação.
  • Diagrama de fluxo: É recomendável incluir um diagrama com todo o processo de produção da empresa, ou seja, desde o começo até a conclusão da obra.
  • Informação sobre o canteiro da obra: Neste ponto se indicarão as instalações temporais necessárias para levar a cabo o projeto, assim como a sua localização e as características. As instalações necessárias durante a execução da obra vão desde os vestuários, os escritórios, os armazéns, depósitos…
  • Serviços controlados durante a obra: Se trata de uma listagem onde aparecem indicados os serviços, além do impacto que poderia ter o incumprimento e mau desenvolvimento dos mesmos. O número de serviços controlados durante a obra dependerá do nível da certificação PBQP-H que a empresa deseja obter.

    Como gerenciar corretamente o PQO?

    Como gerenciar corretamente o PQO?

  • Materiais utilizados: Desde as matérias primas (metais, cimento, tijolos, vidros, azulejos…), toda a maquinaria, ferramentas, dispositivos de medição e calibração… que serão utilizados na obra. O numero de materiais e ferramentas indicado também dependerá do nível da certificação.
  • Serviços subcontratados: Se deverá indicar que serviços são subcontratados a outras empresas.
  • Destino dos resíduos: A empresa indicará numa listagem o tratamento que dará aos resíduos que vai gerar, segundo a legislação vigente. É recomendável dedicar tempo e esforço para prever todos os tipos de resíduos que a obra produzirá, adiantando assim trabalho e prevenindo imprevistos e inclusos possíveis incumprimentos da normativa meio ambiental.
  • Objetivos da qualidade: Seria positivo incluir uma listagem mencionando os objetivos da empresa.
  • Referências: Incluir referências ao sistema de gestão, procedimentos, objetivos é um ponto a favor para a empresa.

É essencial dispor de um método apropriado para gerenciar a informação, os recursos humanos, os materiais, os serviços, os objetivos… com a finalidade de poder elaborar um bom PQO, integrado num ótimo sistema de gestão da qualidade e poder assim atingir sem problemas a certificação PBQP-H e melhorar a satisfação dos clientes.

ISOTools dispõe da melhor ferramenta do mercado para a gestão da norma PBQP-H, que lhe permite controlar todos os aspetos da norma para que o seu sistema de gestão da qualidade funcione perfeitamente.

Tags:


isotoolsmasde15
 
Solicita más información

Eu li e aceito os a
termos

[recaptcha]

AVISO LEGAL