Inicio » Blog » “Modelos de Gestão em Centros Educativos”

Para todos os fins, pode-se comparar um centro educativo com uma organização empresarial. Todo centro educativo deve contar com fundos suficientes para poder seguir desenvolvendo seu trabalho principal, que é o ensino e formação das futuras gerações.

Portanto, devem-se definir quais pessoas formam parte do centro, qual posto ocupa cada uma delas e quais são suas funções. Além das relações de hierarquia e/ou colaboração que existem entre elas.

Uma vez definidas as funções de cada membro, os objetivos do centro terão que ser definidos, onde se deve levar em consideração o sistema educativo atual, a política e valores do centro escolar e a metodologia seguida nas aulas. Todo o pessoal deve atuar perseguindo o cumprimento dos referidos objetivos.

No decorrer da história definiram-se vários modelos de organização escolar, cada um deles desde uma perspectiva diferente, os quais estão detalhados abaixo.

College students

No Modelo Produtivo a escola se define como uma unidade racional e está formada por pessoas produtivas. Como resultado busca-se o máximo benefício. E alguns dos outros que defenderam este modelo foram Taylor e Fayol.

Esta visão revela a importância da eficiência em relação à adequação dos resultados aos objetivos propostos e da eficácia em relação ao uso adequado dos recursos.

Deste modelo se extrai as seguintes consequências:

  • Planificação precisa e ajustada.
  • Direção por objetivos.
  • Controle minucioso da qualidade.
  • Seleção e promoção do pessoal administrativo e docente.

No Modelo Humanista a escola é um sistema social de papéis e status que forma uma comunidade educativa participativa, cujos membros são pessoas sociais. Como resultado, busca-se o bem-estar e a eficiência. É neste modelo onde aparece termos, tais quais como: motivação, liderança ou dinamismo em grupo, da voz de Elton Mayo.

No Modelo Burocrático a escola é vista como uma estrutura de órgãos e funções, que se regem pelo princípio da hierarquia e cujos membros são pessoas organizacionais. Como resultado final, busca-se a eficiência. E alguns dos autores que defenderam este modelo foram Weber e Merton.

No Modelo Político a escola é definida como uma área de luta de interesses, livre diante da opressão, onde convivem pessoas políticas. Como resultado desejado, busca-se a convivência.

No Modelo Cultural a escola é definida como um conjunto simbólico de significados caracterizada por ter uma cultura simbólica compartida formada por seres culturais. O resultado desejado é a comunicação.

No Modelo Sistêmico a escola funciona como um sistema aberto, cujos membros são seres funcionais. O propósito buscado é a eficiência.

Coletando o melhor de cada um destes modelos, se poderia confeccionar o Modelo Ideal para toda organização ou centro educativo. Em todos se persegue a eficiência e um modelo eficaz e eficiente é um modelo de qualidade.

Pontos para se seguir em um Modelo Ideal:

H

  • Contar com pessoas produtivas, comprometidas com o seu trabalho;
  • Realizar um uso adequado dos recursos;
  • Planificar de forma precisa e ajustada.
  • Definir objetivos concretos e alcançáveis;
  • Dirigir com base nos objetivos;
  • Realizar controles de qualidade;
  • Motivar e liderar a equipe;
  • Realizar dinâmicas de grupos;
  • Potenciar um ambiente de trabalho satisfatório;
  • Transmitir os valores da escola para que o pessoal sinta-se identificado;

Seja qual for o modelo implantado no centro educativo, ISOTools permite gerenciá-lo  de forma eficaz. Permite definir uma estrutura do organograma, cargos e pessoas que formam parte do centro educativo, bem como criar o plano estratégico do centro, estabelecendo indicadores para sua medição e planos de ação, etc., e toda a informação ao alcance de quem a necessite em cada momento e em qualquer lugar.

Tags:


isotoolsmasde15
 
Solicita más información

Eu li e aceito os a
termos

[recaptcha]

AVISO LEGAL