Inicio » Blog » Nova ISO 9001:2015. Comparação entre o draft da próxima versão com a atual ISO 9001:2008

iso-9001

Nova ISO 9001:2015

A ISO 9001passou ao estado de revisão em 2013, quando começaram as primeiras reuniões para se chegar a um acordo sobre a necessidade da revisão da norma entre as partes interessadas.

A revisão da norma ISO9001 surgiu porque era necessário fazer uma série de mudanças para avançar no mundo da qualidade. As mudanças, como regra geral, sempre vão beneficiar os usuários de sistemas de gestão, incluindo as melhorias que tornam o trabalho mais fácil.

A mudança atual em curso na ISO-9001, que vai dar lugar à versão de 2015, pretende refletir as práticas empresariais modernas, melhorar a conformidade do produto e ter a capacidade de integrar outros sistemas de gestão.

 

Seguem abaixo as principais alterações que teremos com a nova revisão:

  • Será mantido o enfoque baseado em processos da versão anterior, mas nesta nova versão a implementação é mais fácil e compreensível;
  • Uma redação mais simples, geral e compreensível para empresas de serviços;
  • Será incorporado um novo capítulo sobre Análise do Contexto em que os fatores organizacionais internos e externos são levados em conta. Com atenção especial para a importância de estabelecer objetivos no Sistema de Gestão da Qualidade alinhados com os objetivos estratégicos da organização;
  • O novo Sistema de Gestão da Qualidade têm caráter preventivo, por isso que as ações preventivas são desnecessárias. Essas ações serão substituídas pelo conceito de Gestão de Risco. No entanto, até agora os sistemas contêm ações de prevenção, juntamente com as ações corretivas;
  • A ISO 9001:2008 tem o item 4.2.3 Controle de Documentos e 4.2.4 Controle de Registros, que na nova versão irão desaparecer, sendo substituídos por Informação Documentada. Esta alteração será vista no item 7.5 da norma;
  • A norma fala de partes interessadas, ​​podendo ser incluídos os fornecedores, acionistas, pessoas, a sociedade, parcerias, entre outros;
  • O trabalho na gestão de revisões é esclarecido e intensificado;
  • A Melhoria Contínua é um ponto que é reforçado, pois exige das organizações que usem mais ferramentas para gerenciar as oportunidades de melhoria e organizar bem as ações a serem desenvolvidas;
  • Desaparece o Manual da Qualidade porque até o momento não foi mencionado nada sobre este documento. Para a maioria dos usuários é uma vantagem porque vai significar menos documentação para elaborar e manusear, porém outros usuários não veem vantagem nisto, pois consideram o manual um documento útil, se você souber como utilizá-lo;
  • O papel que os Representantes da Direção desempenhavam cuja descrição está no item 5.5.2 da norma vigente, mudou em revisões posteriores, e não será diferente em 2015. Nesta nova revisão, a Alta Direção terá de executar essa função, não sendo necessário nomear uma pessoa específica.

 

A estrutura que terá a nova ISO 9001:2015 seguirá as linhas do anexo SL e será diferente do que contém na ISO 9001:2008, quando comparamos com a ISO/DIS 9001, encontramos as seguintes diferenças:

ISO 9001: 2008 ISO / DIS 9001: 2015
1. Escopo 1. Escopo
1.1. Generalidades
1.2. Aplicação
2. Referência Normativa 2. Referências Normativas
3. Termos e Definições 3. Termos e Definições
4. Sistema de Gestão da Qualidade 4. Contexto da Organização
4.1. Requisitos Gerais 4.1. Compreender a Organização e seu contexto
4.2. Requisitos de Documentação 4.2. Compreensão das necessidades e expectativas das partes interessadas
4.2.1. Generalidades 4.3. Determinação do escopo do Sistema de Gestão da Qualidade
4.2.2. Manual da Qualidade 4.4. Sistema de gestão de qualidade e seus processos
4.2.3. Controle de Documentos
4.2.4. Controle de Registros
5. Responsabilidade da Direção 5. Liderança
5.1. Comprometimento da Direção 5.1. Liderança e Comprometimento
5.2. Foco no Cliente 5.1.1. Liderança e comprometimento com o Sistema de Gestão da Qualidade
5.3. Política da Qualidade 5.2. Política de Qualidade
5.4. Planejamento 5.3. Funções, responsabilidades e autoridades
5.4.1. Objetivos da Qualidade
5.4.2. Planejamento do Sistema de Gestão da Qualidade
5.5. Responsabilidade, autoridade e comunicação
5.5.1. Responsabilidade e autoridade
5.5.2. Representante da Direção
5.5.3. Comunicação Interna
5.6. Análise Crítica pela Direção
5.6.1. Generalidades
5.6.2. Entradas para a Análise Crítica
5.6.3. Saídas da Análise Crítica
6. Gestão de Recursos 6. Planejamento
6.1. Provisão de Recursos 6.1. Ações para abordar riscos e oportunidades
6.2. Recursos Humanos 6.2. Objetivos da qualidade e o planejamento para alcança-los
6.2.1. Generalidades 6.3. Planejamento das alterações
6.2.2. Competência, treinamento e conscientização
6.3. Infraestrutura
6.4. Ambiente de Trabalho
7. Realização do Produto 7. Suporte
7.1. Planejamento da realização do produto 7.1. Recursos
7.2. Processos relacionados a clientes 7.1.1. Generalidades
7.2.1. Determinação de requisitos relacionados ao produto 7.1.2. Pessoas
7.2.2. Análise Crítica dos requisitos relacionados ao produto 7.1.3. Infraestrutura
7.2.3. Comunicação com o cliente 7.1.4. Ambiente de Trabalho
7.3. Projeto e desenvolvimento 7.1.5. Medição e monitoramento de recursos
7.3.1. Planejamento de Projeto e desenvolvimento 7.1.6. Conhecimento Organizacional
7.3.2. Entradas de projeto e desenvolvimento 7.2. Competência
7.3.3.Saídas de projeto e desenvolvimento 7.3. Consciência
7.3.4. Análise Crítica de projeto e desenvolvimento 7.4. Comunicação
7.3.5. Verificação de projeto e desenvolvimento 7.5. Informação Documentada
7.3.6. Validação de projeto e desenvolvimento 7.5.1. Generalidades
7.3.7. Controle de alterações de projeto e desenvolvimento 7.5.2. Emissão e Revisão
7.4. Aquisição 7.5.3. Controle da Informação Documentada
7.4.1. Processo de aquisição
7.4.2. Informações de aquisição
7.4.3. Verificação do produto adquirido
7.5. Produção e prestação de serviço
7.5.1. Controle de produção e prestação de serviço
7.5.2. Validação dos processos de produção e prestação de serviço
7.5.3. Identificação e rastreabilidade
7.5.4. Propriedade do cliente
7.5.5. Preservação do produto
7.6. Controle de equipamento de monitoramento e medição
8. Medição, análise e melhoria 8. Operação
8.1. Generalidades 8.1. Planejamento e controle operacional
8.2. Monitoramento e medição 8.2. Determinação dos requisitos de produtos e serviços
8.2.1. Satisfação do cliente 8.2.1. Comunicação com o cliente
8.2.2. Auditoria Interna 8.2.2. Determinação de requisitos relacionados aos produtos e serviços
8.2.3. Monitoramento e medição de processos 8.2.3. Revisão dos requisitos relacionados com os produtos e serviços
8.2.4. Monitoramento e medição de produto 8.3. Projeto e Desenvolvimento de Produtos e Serviços
8.3. Controle de produto não conforme 8.3.1. Generalidades
8.4. Análise de Dados 8.3.2. Planejamento de Projeto e Desenvolvimento
8.5. Melhoria 8.3.3. Entradas de Projeto e Desenvolvimento
8.5.1. Melhoria contínua 8.3.4. Controles de Projeto e Desenvolvimento
8.5.2. Ação Corretiva 8.3.5. Saídas do Projeto e Desenvolvimento
8.5.3. Ação Preventiva 8.3.6. Alterações de Projeto e Desenvolvimento
8.4. Controle de produção e prestação de serviço
8.4.1. Generalidades
8.4.2. Tipo e extensão do controle da prestação externa / Tipo e alcance do controle da provisão externa
8.4.3. Informações de Aquisição
8.5. Produção e prestação de serviço
8.5.1. Controle de produção e da prestação de serviço
8.5.2. Identificação e rastreabilidade
8.5.3. Propriedade do Cliente ou Fornecedor
8.5.4. Preservação
8.5.5. Atividades posteriores à entrega
8.5.6. Controle das alterações
8.6. Lançamento de produtos e serviços
8.7. Controle de produtos, serviços e processos não conformes
9. Avaliação de Desempenho
9.1. Monitoramento, análise de medição e avaliação
9.1.1. Generalidades
9.1.2. Satisfação do Cliente
9.1.3. Análise e Avaliação
9.2. Auditoria Interna
9.3. Análise da Gestão
10. Melhoria
10.1. Generalidades
10.2. Não conformidades e ações corretivas
10.3. Melhoria contínua

 

Deve-se ressaltar que esta não é a versão final da ISO 9001:2015, portanto, qualquer informação fornecida está sujeita a alterações ou variações conforme o processo de revisão vai transcorrendo.

Esta comparação entre o conteúdo da ISO 9001:2008 e ISO/DIS 9001 é para cada um tirar suas próprias conclusões sobre qual versão é mais útil ou é mais adequado para as necessidades do mundo de qualidade. Entretanto o grupo de especialistas segue ocupado adaptando as normas para os tempos em que vivemos e alcançar a eficácia e a eficiência desejada pelas organizações.

Software para Sistemas de Gestão da Qualidade

Na ISOTools seguimos trabalhando para aprender mais aspectos do projeto da nova ISO 9001:2015 e disponibilizar a qualquer empresa o nosso software para automatizar a implementação e monitorização do Sistema de Gestão da Qualidade, conforme a atual ISO 9001, e futuramente a nova revisão.

Tags:


isotoolsmasde15
 
Solicita más información

Eu li e aceito os a
termos

[recaptcha]

AVISO LEGAL